.
   
DICAS

A CORRETA ESPECIFICAÇÃO DA FACA PARA GUILHOTINAS LINEARES

As exigências de qualidade tem sido cada vez mais rigorosas sobre todos os aspectos, fazendo com que os cuidados na execução dos serviços de impressão necessitem de controles cada vez mais rígidos para se evitar o prejuízo e, principalmente, o descontentamento do cliente.

Na área de rótulos as tolerâncias quanto aos formatos são mínimas estando na casa dos décimos de milímetro e isso faz com que a guilhotina tenha de ser rápida e precisa para garantir o êxito e a lucratividade dos trabalhos executados.

A principal ferramenta da guilhotina é a faca de corte, cuja qualidade é decisiva para se obter o máximo endimento do equipamento.

Por melhor que seja a guilhotina caso esteja equipada com faca de qualidade duvidosa, apresentará um resultado parecido com a qualidade da faca e não com a da guilhotina, tornando-se claro desta forma que deverão existir cuidados especiais para compra de facas.

Existem no mercado facas que variam quanto:

  • Concepção – forma pela qual foi fabricada;
  • Composição – tipos de materiais utilizados em sua fabricação;
  • Acabamento – cuidados quanto à geometria e rugosidade;

Observa-se que em um grande número de gráficas os compradores especificam as facas associando a marca da guilhotina a qual a faca se destina, exemplificando a forma de solicitar:

"Faca para guilhotina Guarani 120 de boca"

Esta forma de especificar a faca faz com que o fornecedor se sints-se a vontade para oferecer o produto que melhor lhe convier, e como sempre o comprador está em busca dos menores preços com certeza receberá o produto da pior qualidade.

Para especificar uma faca deve-se utilizar os seguintes critérios:

1- Determinar para que guilhotina se destina a faca.

2- Especificar o tipo de concepção:

  • Faca em aço calçado;
  • Faca com metal duto.

3- Especificar o tipo de material que compõe a parte temperada da faca, por exemplo: aço VND, HSS (aço rápido), etc. e a dureza mínima que estes materiais deverão apresentar 59Rc (Rockwell c), 66Rc, etc. respectivamente.

4- Especificar as medidas da faca com suas respectivas tolerâncias, os possíveis desvios quanto às características geométricas (empenamentos, paralelismo, torções) a quantidade de furos roscados e o entre centro dos mesmos.

Além das especificações acima o ideal é, se possível, enviar ao fornecedor um desenho técnico da faca com todas as características acima mencionadas. Normalmente este desenho é encontrado no manual de instrução das guilhotinas e se não for localizado, solicite ao fabricante da guilhotina que forneça o desenho com as especificações técnicas da faca.

Finalmente deve-se tomar muito cuidado com os locais para onde são enviadas as facas para afiação, pois uma faca de qualidade pode ser comprometida por um trabalho mal executado e mesmo por máquinas de afiação velhas com folgas que acabam por formar um arco no fio de corte eliminando suas características originais.

Exemplo de solicitação (pedido de faca): faca para guilhotina GUARANI CN/D 120 em aço calçado com VND (ou similar) com dureza mínima de 59 Rc (Rockwell c) e tolerâncias dimensionais de acordo com croqui anexo.

Clique na imagem para ampliá-la
 
Empenamento admissível ± 0,2

Dimensões

a = 1.480 (± 0,5 mm)

b = 14 (± 0,02 mm)

c = 160 ( - 0 : +1 mm)

d = 104 (± 0,1 mm)

13 roscas M12 x 1,75 (mm)


 

 


Imprimir página


Rua José Bernardo Pinto,914 - Vila Guilherme - Cep.02055-001 - São Paulo - SP
Telefone: (055 11) 6905-0661 - Telefax: (055 11) 6905-0667
© Copyright 2002 - Guilhotinas Guarani - Todos os direitos reservados